Está aqui

Cascais acolhe Assembleia-Geral da UCCLA em 2018

Cascais vai acolher a próxima Assembleia-Geral da União das Cidades Capitais de Língua Portuguesa (UCCLA) em 2018.

A escolha foi feita na quarta-feira, em Luanda, cidade onde decorre a cimeira anual da UCCLA.

Para além de organizar o encontro, o concelho português foi também reeleito para a vice-presidência da organização lusófona liderada por Vitor Ramalho.

 “Cascais volta a ser a capital da Lusofonia, num ano em que será também a Capital da Juventude e do Mar”, salienta Carlos Carreiras.

 Para o presidente da Câmara Municipal de Cascais, a organização do encontro da UCCLA é “uma responsabilidade e uma honra”, num ano particularmente relevante para Cascais. “2018 é um ano em que colhemos os frutos da nossa orientação estratégica: organizamos a Capital Europeia da Juventude, porque temos trabalho para mostrar na política de juventude; organizamos o Biomarine, o maior congresso mundial ligado aos assuntos do Mar, porque temos políticas de desenvolvimento do cluster dos Oceanos; e, por fim, organizamos a Assembleia Geral da UCCLA, porque concedemos prioridade à promoção e desenvolvimento da Lusofonia”, sustenta Carlos Carreiras.

No âmbito desta cimeira da UCCLA, hoje decorre no Centro de Congressos de Viana, nos arredores da capital angolana, um fórum económico subordinado ao tema "Cidades Sustentáveis".

 A UCCLA foi fundada em 1985 por Nuno Krus Abecasis, reunindo hoje 41 cidades (23 membros efetivos e 18 membros associados) de quatro continentes.

 

Cascais Digital

banner_cascais_0banner_cascaisambiente_0banner_cascaisparticipa_0banner_cascaisjovem_0banner_cascalitosbanner_lojacascaisbanner_bairromuseus_0banner_geocascaisbanner_agendacascaisbanner_fixcascais