CONTACTOS
Fale connosco
800 203 186
Em rede

Está aqui

Nova SBE recebe pela primeira vez a “4ª Edição Economia Viva”

"Desafios do Serviço Nacional de Saúde” e os “Perigos do Imobiliário Português” são alguns dos temas em debate no maior ciclo de conferências de economia organizado por estudantes.
A 4.ª edição do Economia Viva começou hoje, dia 11 e decorre até 15 de fevereiro, pela primeira vez no novo campus da Nova School of Business & Economics (Nova SBE), em Carcavelos sendo esta uma edição com o maior ciclo de conferências sobre economia alguma vez levado a cabo por alunos. A sessão de abertura contou com a presença de Carlos Carreiras, presidente da Câmara de Cascais, do reitor da SBE, Daniel Traça e do presidente da Associação de Estudantes, Manuel Felgueiras. 
 
Um grande ciclo de conferências sobre economia que reunirá economistas e professores de todos os pontos do globo para debater assuntos ligados à economia. Temas como os “Desafios do Serviço Nacional de Saúde”, “O Paradoxo da Produtividade na Europa”, "O Futuro do Euro", “As Guerras Comerciais”, “A Inteligência Artificial” ou os “Perigos do Imobiliário Português” serão abordados por especialistas nacionais e estrangeiros.
 
“A importância da Nova SBE de Carcavelos para Cascais é um impacto postivo, absolutamente extraordinário, que cumpre uma estratégia delineada pela autarquia”, disse Carlos Carreiras, presidente da Câmara de Cascais, na sessão de abertura deste Encontro. 
 
Para o autarca: “foi preciso ter uma visão, materializá-la numa estratégia e depois definir quais as politícas a seguir”. Acrescentando ainda que tudo isto começou com jovens, aos quais foi lançado um desafio. O presidente da Câmara salientou ainda que :” a capacidade de captar, de fixar e desenvolver conhecimento, competências e criatividade foi o começo de tudo, trazendo gente nova para Cascais”. No final da sua intervenção, o autarca lançou um desafio aos jovens presentes: “ sintam-se responsáveis nesta transformação que estamos a fazer em Cascais. Vejo em vós recurso e talento para o concelho”. 
 
Daniel Traça, reitor da Nova SBE salientou a importância dos alunos, da sua energia, e que são eles a razão da existência deste campus. Para este responsável este Encontro de Economia Viva “assenta em três questões fundamentais: a primeira de uma escola que é feita pelos seus alunos, para os seus alunos; a segunda, um campus que é feito para viver dentro e fora da sala de aula, e para viver com esta atividade e energia que se cria com estas ligações. Por último, uma escola de um grupo de alunos, professores, de toda uma comunidade, que quer ter impacto no ambiente à sua volta”.  Daniel Traça lançou ainda um mote aos alunos presentes: “aqui vão ser debatidas as questões que afectam a vida das pessoas. Que seja um encontro de energia dos alunos, da alavancagem do campus e do impacto na vida de cada um de nós”
 
 “O desafio deste evento foi sempre trazer oradores de renome, mas este ano o desafio é diferente, dado que é a primeira vez que se realiza neste campus, uma responsabilidade acrescida de ter um evento à imagem do nosso campus, assim aberto à comunidade”, referiu Manuel Felgueiras, presidente da Associação de Estudantes. Este responsável acrescenta ainda que : “este ano superámos o número de participantes da edição anterior. Temos cerca de 1500 participantes inscritos, seis panéis e 29 oradores”. A União de Estudantes da Nova SBE foi fundada em 1986 e representa 3500 estudantes desta universidade. AQ
 
 

Cascais Digital

banner_cascais_0banner_cascaisambiente_0banner_cascaisparticipa_0banner_cascaisjovem_0banner_cascalitosbanner_lojacascaisccbanner_geocascaisbanner_agendacascaisbanner_fixcascais