CONTACTOS
Fale connosco
800 203 186
Em rede

Está aqui

Cidade das Profissões de Cascais

Cascais aposta no combate ao desemprego e quer ser uma "Cidade das Profissões". Nesta terça-feira, 21 de março, o convite para integrar a parceria foi apresentado a mais de 70 parceiros, no auditório da DNA Cascais.

As Cidades das Profissões existem para orientar as pessoas, no desenvolvimento e realização dos seus objetivos profissionais, apoiando-as na tomada de decisão e escolha na procura de emprego e formação. Em Portugal existe apenas uma Cidade das Profissões, Porto, no mundo são 33 cidades.

"Há uma grande vontade política do município de levar este projeto para a frente e é muito importante ter um suporte assim", disse hoje em Cascais Bernadette Thomas, responsável da marca francesa Cités des Métiers (Cidade das Profissões). 

A Cidade das Profissões funciona num único espaço físico - em Cascais será no edifício do Cascais Center - e agrega serviços gratuitos abertos a todos, oferecendo informação, aconselhamento e orientação em todas as fases da vida ativa. Este conceito  dirige-se a estudantes, pessoas que procuram emprego ou que desejem criar um projeto pessoal e profissionais que procuram atualizar-se, entre outros.

"Hoje a promoção de emprego é feita de forma dispersa em todo o concelho. Com esta iniciativa organizamos o trabalho de modo a que qualquer munícipe tenha acesso imediato a toda a informação", adianta Ricardo Baptista Leite, vereador da Promoção de Emprego da Câmara Municipal de Cascais (CMC), e acrescenta que "através de parcerias públicas ou privadas iremos criar dentro de um único espaço um conjunto de parcerias que facilitarão o contacto dos cidadãos com potenciais empregadores e com entidades que podem ajudar a desenvolver competências, de modo a facilitar essa integração no mundo laboral".

Cascais tem estado na vanguarda de soluções inovadoras de respostas ao desemprego. Em 2013, foi o primeiro município do país a ter uma divisão de promoção de emprego, uma competência do governo central que Cascais assumiu como prioridade. “Neste momento há um momento de maturação, que demonstra que podemos ir mais além”, refere Ricardo Baptista Leite. O vereador para a Promoção de Emprego da CMC destaca que “é nesta melhoria contínua que nós procuramos soluções particularmente com cariz internacional, com candidaturas a fundos europeus, e acima de tudo que permitam organizar todo o nosso trabalho de uma forma ainda mais eficaz no cumprimento da nossa missão”.

Presente na sessão de apresentação do projeto aos parceiros, a presidente do Comité Executivo da Rede Internacional das Cidades das Profissões, Raquel Castello Branco, destaca que “Cascais hoje já é considerado um município extremamente empreendedor, com um conjunto de grandes empresas inovadoras. Portanto, prevejo que seja um dos concelhos com maior potencial para que a Cidade das Profissões de Cascais seja um sucesso e isso viu-se hoje aqui com os parceiros presentes”.

Ao todo, são mais de 70 os parceiros da Cidade das Profissões de Cascais, entre universidades, associações locais, empresas locais e nacionais e gabinetes de inserção profissional. Todos defendem que uma das mais- valias da Cidade das Profissões é ter acesso a uma rede diversificada de atividades promotoras da empregabilidade dos munícipes. 

“Podemos fazer crescer o trabalho que desenvolvemos em Cascais desde 2008, com jovens, promovendo a sua empregabilidade juntamente com outras iniciativas e com outros parceiros”, refere Sara Almeida da TESE, Associação para o Desenvolvimento, uma ONGD portuguesa especialista em Inovação Social, com sede em Lisboa.

Alexandra Ramalho, do grupo Auchan, considera que “nada melhor do que uma parceria como esta. Somos um grande empregador de Cascais, com quase 400 pessoas na loja Jumbo. Precisamos sempre imenso de profissões”.

Bárbara Guevara, do Centro Upaya, enaltece que “a nossa intenção é poder contribuir para dar recursos de inteligência emocional para que as pessoas na procura de emprego saibam gerir a ansiedade. Parece-me uma ideia inovadora até pelo apoio que dá em várias vertentes, não só do ponto de vista profissional, mas também pessoal.”

Também Rita Almeida, do Gabinete de Inserção Profissional do Centro Comunitário da Paróquia de Carcavelos, revela que é importante “acima de tudo para que as nossas pessoas tenham acesso à informação e aos workshops. É também importante pelo contributo que possamos dar, enquanto profissionais desta área do emprego”.

A candidatura da Cidade das Profissões de Cascais será, oficialmente, apresentada ao comité da Rede Internacional das Cidades das Profissões no dia 28 de março, no Porto.

SOBRE A REDE INTERNACIONAL DAS CIDADES DAS PROFISSÕES | Com sede em França, trata-se de uma estrutura de suporte e apoio a todas as Cidades das Profissões, com atividades e ferramentas de apoio, ajudando no apoio a financiamentos, ao nível de trabalhar com ideias e projetos novos, que vão sendo partilhados  por todas as cidades das profissões.  Esta rede permite ainda a troca de boas práticas, partilhas de conhecimento e de experiências a nível internacional, que enriquece todo o trabalho de todas as Cidades das Profissões.

 

 

Cascais Digital

linha_146x65_1360_146x65mobi_146x65_0loja_146x65geo_146x65ambiente_146x65-01_2cultura_146x65_0jovem_146x65_0participa_146x65_0fix_146x65