CONTACTOS
Fale connosco
800 203 186
Em rede

Está aqui

Arts Week Cascais, a igualdade de género a diferentes velocidades

A Capital Europeia da Juventude juntou vários protagonistas de sete países na defesa da igualdade de género.

“É um excelente pretexto para envolver os jovens num tema tão importante quanto este da igualdade de género”, disse Catarina Marques Vieira, comissária do CEJ, no decurso do debate sobre esta matéria que decorreu na manhã de sábado no Centro Cultural de Cascais, no ARTS WEEK, um seminário final que irá inscrever dez recomendações para a participação política das jovens mulheres através de um entendimento transnacional.

Um entendimento, desde logo, complexo pelas realidades tão dispares ali representadas e projetadas no debate, através de representantes de sete organizações que atuam em sete países: Portugal, França, Reino Unido, Cabo Verde, Perú e Timor Leste.

O presidente da Câmara Carlos Carreiras lembrou o compromisso assumido pelo município de Cascais no cumprimento dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, propostos pela ONU, para serem cumpridos até 2030. E sublinhou, dos 17 objetivos definidos pela ONU, o 5º, por se referir exatamente à igualdade de género.

Sofia Martins, em representação da Associação ECOS, lembraria o percurso até este debate, iniciado a em março do ano passado em Faro, e, sobretudo, da dificuldade em uniformizar conceitos. “A realidade da mulher em Moçambique, por exemplo, é muito diferente da portuguesa ou a de Timor Leste”, explicaria Sofia Martins. Ainda assim “consensualizaram-se conceitos”, garante a representante da ECOS.

Enquanto na realidade portuguesa, referia Carolina Pereira do Movimento HeForShe, procura-se “envolver cada vez mais mulheres, mobilizar jovens para a igualdade de género e, no curto prazo, se pretende expandir a associação, tendo já representações, de norte a sul, nas diversas universidades”, em Moçambique, lembraria Moisés Vilanculus, Pastor da Luz Episcopal de Moçambique, Igreja Evangelista, e ativista naquele país dos direitos humanos “há enormes diferenças entre a realidade das mulheres numa comunidade urbana ou numa comunidade rural”.

“Na sociedade moçambicana os rapazes são educados pelos pais e as meninas pelas mães” reconhecendo, uns e outros, papéis e direitos diferentes. Se nas gerações mais novas urbanas, refere o pastor moçambicano, “já começa a haver um sentimento de partilha”, nas comunidades rurais é a própria mulher que “rejeita o debate” sobre a matéria. Moisés dá o exemplo da violência doméstica que é encarada pela mulher rural, como uma situação perfeitamente normal. “A igualdade de género não será para a minha geração, mas tenho fé que seja para a geração dos meus filhos ou dos meus netos”.

É desse combate a várias velocidades que se fala no Cento Cultural de Cascais. “Neste debate, que decorrerá até 11 de março, reunimos pessoas dos diversos backgrounds e durante estes três dias vamos ter mais de quarenta oradores, desde jornalistas a figuras públicas, representantes de várias associações, líderes de empresas que estão a trabalhar o tema”, disse Carolina Pereira, acrescentando: “Tentamos aqui educar vários sectores, sempre na lógica do que está a ser feito, o que está a ser bem feito e o que falta fazer”. Lá para Maio deste ano será então apresentado o Manual onde se inscrevem as Recomendações para a Participação Política das Jovens Mulheres através de um Entendimento Transnacional.

Para além de representantes de sete organizações que integram o Projeto PatHERways (ECOS de Portugal; Mouvement Français pour Le Planning Familial, França; The Ubele Initiative,  Reino Unido; LAJUSCA – Liga das Associações Juvenis de Santa Catarina, Cabo Verde; Associação Cultural Bassopa, Moçambique; Associacion Negra de Defensa y Promocion de los Derechos Humanos, Perú e Empreza Di’ak, de Timor Leste), esteve também, na abertura deste encontro, o secretário de Estado da Juventude e Desporto, João Paulo Rebelo. HC

 

Cascais Digital

banner_cascais_0banner_cascaisambiente_0banner_cascaisparticipa_0banner_cascaisjovem_0banner_cascalitosbanner_lojacascaisccbanner_geocascaisbanner_agendacascaisbanner_fixcascais