CONTACTOS
Fale connosco
800 203 186
Em rede

Está aqui

Aviso e Alerta de Tsunamis. Cascais promove cultura de Segurança

“Cascais pode estar seguro de que tudo aquilo que se pode fazer, prever ou planear, numa eventualidade deste tipo, já está feito”, assegura Carlos Carreiras

Há registos históricos de 1755 que Cascais pode ser vulnerável a tsunamis (vaga marinha volumosa provocada por sismo submarino ou erupção vulcânica). Tendo como ponto de partida esta premissa, o município elaborou, atempadamente, um Plano de Emergência de Proteção Civil e as autoridades conhecem os riscos que ameaçam o território, tendo elaborado a cartografia deste eventual risco.

Apesar de ser um risco remoto, Cascais, município com cultura de segurança, dispõe de um Sistema de Aviso e Alerta de Tsunamis graças a um Projeto-piloto de alerta de tsunami.

O projeto não é apenas centrado no aviso de risco. É também a interpretação desse aviso, visto que é preciso sensibilizar as populações. Mas Cascais tem uma população flutuante não residente o que obriga a envolver todos na resolução destes problemas, nomeadamente a hotelaria, restauração para encaminhar as pessoas que estão nas praias ou perto de zonas que possam ser afetadas por um Tsunami para locais mais seguros.

Em caso de ocorrência de um maremoto na costa ocidental de Portugal, os cientistas preveem que, desde a ocorrência do sismo até a chegada da onda à costa, as pessoas disponham apenas de meia hora a uma hora para se precaverem.

Cascais faz parte de uma rede mundial de cidades resilientes e, anualmente, a Câmara Municipal promove simulacros e seminários de Proteção Civil.

“Em Cascais, atribuímos uma enorme importância política à Proteção Civil”, garante o presidente da Câmara Municipal de Cascais.

“Desde que assumi a presidência da autarquia tenho dado a maior importância ao reforço do Serviço de Proteção Civil, para que este esteja cada vez mais informado e preparado para, não só combater alguma situação anormal que possa ocorrer, mas também disponha de um planeamento antecipado no caso de surgir essa situação e termos capacidade de resposta”, explica Carlos Carreiras.

Nesse âmbito, o presidente da Câmara de Cascais e a presidente do Centro Europeu de Riscos Urbanos, Paula Teves Costa, participam no próximo sábado, dia 27 de outubro, em mais uma “Sessão de Sensibilização sobre o risco de Tsunami e Medidas Mitigadoras”.

O encontro, entre as 09h00 e as 13h30, sujeito a inscrição mas aberto ao público, terá lugar no Auditório Maria de Jesus Barroso, na Casa das Histórias Paula Rego, em Cascais.

“Cascais pode estar seguro de que tudo aquilo que se pode fazer, prever ou planear numa eventualidade deste tipo já está feito”, assegura Carlos Carreiras. S.R.S.

Sugerimos também

Cascais Digital

360_146x65mobi_146x65loja_146x65geo_146x65ambiente_146x65-01cultura_146x65jovem_146x65participa_146x65fix_146x65my_146x65