CONTACTOS
Fale connosco
800 203 186
Em rede

Está aqui

Cascais reflete em conjunto temáticas sobre a promoção da saúde

Com a presença de 20 munícipes e representantes de entidades parceiras do Fórum Concelhio para a Promoção da Saúde, teve lugar, no mercado da Parede, o debate “Saúde Participativa” que contou com a participação do neurologista Alexandre Castro Caldas, atual Director do Instituto de Ciências de Saúde da Universidade Católica Portuguesa.

O Fórum Concelhio para a Promoção da Saúde convidou, assim, Alexandre Castro Caldas a partilhar com os presentes o seu conhecimento sobre o cérebro humano na sua relação com as demências, bem como sobre alguns dos mitos e realidades que rodeiam esta área com tanto impacto na sociedade.

A partir de uma conferência em torno do cérebro, mitos e realidades, proferida pelo conceituado neurologista, abriu-se um espaço de discussão com os presentes a colocar diversas questões em torno do tema apresentado.

Num segundo momento e com a apresentação dos resultados já alcançados no âmbito da Estratégia Local de Promoção da Saúde 2016/2020, foi possível prestar contas quanto às 18 medidas que integram a referida Estratégia.

Por fim e organizados por mesas, todos os presentes foram convidados a refletir e partilhar ideias sobre as principais temáticas a abordar em torno da promoção da saúde e quais os melhores canais para o fazer. Esta reflexão foi depois partilhada por todos, através de uma pequena apresentação.

Foi uma sessão muito participada pelos presentes que em duas horas possibilitou aproximar o Fórum Concelhio para a Promoção da Saúde de todos os interessados, procurando reforçar em Cascais a construção da cidadania em saúde.

Sobre a Estratégia Local de Promoção da Saúde | A  construção  da Estratégia Local de Promoção da Saúde ocorre no contexto de implementação do Fórum Concelhio para a promoção da saúde de Cascais e pretende ser um instrumento concelhio de planeamento estratégico no domínio da Promoção da Saúde. A sua elaboração assenta no cruzamento de informação de diagnóstico de nível nacional e local, bem como de um modelo de planeamento participado que possibilitou auscultar não só as entidades concelhias com intervenção em promoção  da  saúde,  como  também  os cidadãos, em ordem a identificar prioridades e medidas de ação. PL

Cascais Digital

banner_cascais_0banner_cascaisambiente_0banner_cascaisparticipa_0banner_cascaisjovem_0banner_cascalitosbanner_lojacascaisccbanner_geocascaisbanner_agendacascaisbanner_fixcascais