CONTACTOS
Fale connosco
800 203 186
Em rede

Está aqui

Plano Estratégico Municipal de Segurança para os Cidadãos de Cascais - Reduzir e prevenir a criminalidade em todo o concelho

Cascais apresentou na passada semana, o seu Plano Estratégico Municipal de Segurança para os Cidadãos. Uma proposta inovadora que pretende reduzir e prevenir a criminalidade em todo o concelho.
Mobilizar todos os sectores da sociedade, transformando atitudes e práticas, de modo a adotar-se uma abordagem integrada e partilhada são os objetivos do Plano Estratégico Municipal de Segurança para os Cidadãos de Cascais (PEMSCC) agora apresentado.
 
Trata-se do primeiro plano desta natureza apresentado a nível regional, como explica Francisco de Oliveira Pereira, Superintendente chefe da PSP. “Este plano visa fazer uma análise de toda a situação criminal, social e urbanística, cruzando essa informação no sentido de arranjar soluções para os problemas de criminalidade existentes e para os problemas que estão inerentes ao sentimento de insegurança dos cidadãos.”
 
Compreendendo um conjunto de medidas e ações destinadas a prevenir a criminalidade e reforçar a segurança de todos os cidadãos de Cascais, o PEMSCC consagra princípios como a legalidade, complementaridade, parceiras e envolvimento da comunidade e da sociedade, coordenação e economia de meios, multidisciplinaridade e interdependência, prevenção, segurança e coesão social.
 
“O Conselho Municipal de Segurança integra representantes da Câmara Municipal de Cascais, GNR, PSP, Organizações Não-Governamentais e dos cidadãos e reúne de seis em seis meses para troca de experiências e informações, para depois se delinear a nossa estratégia e promover a diminuição dos fenómenos de criminalidade no concelho de Cascais”, explica Maria do Céu Garcia, adjunta do presidente da Câmara Municipal de Cascais, coordenadora desta área no Gabinete do Presidente.
 
Um trabalho que permitiu obter um diagnóstico da segurança e criminalidade do Concelho, examinando-se o fator crime e a vitimização, mas também os fatores socioeconómicos e a contextualização político-institucional, na qual os problemas têm lugar. 
 

 

Cascais Digital

banner_cascais_0banner_cascaisambiente_0banner_cascaisparticipa_0banner_cascaisjovem_0banner_cascalitosbanner_lojacascaisccbanner_geocascaisbanner_agendacascaisbanner_fixcascais