CONTACTOS
Fale connosco
800 203 186
Em rede

Está aqui

Projeto “Eu conduzo” entrega bicicletas a alunos do ensino especial e promove aulas de condução

Quatro jovens do ensino especial da Escola Secundária de Cascais ganham mobilidade.
 
A cidadania e a participação estão, mais uma vez, de parabéns em Cascais. Cientes das necessidades específicas de colegas cuja lotaria genética lhes limita a mobilidade, um grupo de alunos da Escola Secundária de Cascais lançou no âmbito do OP Jovem o projeto “Eu conduzo”. 
 
Integrando uma proposta de aquisição de bicicletas e aulas de condução, o projeto foi abraçado desde logo pela Câmara Municipal de Cascais, empresa municipal Cascais Próxima através do sistema integrado de mobilidade MobiCascais, e pela Ibérica.pt, construtora portuguesa de bicicletas. Assim, não será preciso esperar pela conclusão do OP Jovem e as aulas, a ministrar por professores de Educação Física, podem começar muito em breve.   

 

“Os alunos propuseram a doação de bicicletas para estudantes que estivessem dentro do ensino especial. A importância e interesse da iniciativa levou a Câmara Municipal a avançar com a sua concretização, fora do OP Jovem. Estamos a aproximar estes alunos dos outros, estamos a dar-lhes ferramentas para serem mais próximos dos outros”, disse Joana Balsemão, vereadora da Câmara Municipal de Cascais.

 

Agora na Escola Secundária de Cascais vai passar a haver aulas de condução de bicicleta. O projeto “Eu conduzo” é destinado a alunos com necessidades educativas especiais do 10º, 11º, e 12º ano e que conta com quatro bicicletas, duas cedidas pela Cascais próxima, através da MobiCascais e duas oferecidas pela Ibérica, construtora de bicicletas portuguesas. Para além disso foram oferecidos quatro capacetes e um suporte para as bicicletas.

 

Entusiasmados, a Mafalda, o Jordão, a Maria do Carmo e o Guilherme, contam a partir de hoje com um modo de locomoção próprio. Jordão, em nome de todos os colegas salientou que foi muito importante esta iniciativa. “Vai ser muito importante para nós”, disse.

 

Estes alunos estão em processo de transição para a vida pós escolar, com pouca autonomia e que oficialmente não poderão conduzir um veículo motorizado. Tendo em vista a sua inserção familiar e social, o mais próximo possível dos seus pares, a possibilidade de saberem andar de bicicleta pode contribuir para a construção da sua cidadania, potenciando que se tornem indivíduos mais autónomos, confiantes e com possibilidade de participarem numa maior variedade de ambientes integradores.

 

Para além disso “é um projeto que simboliza as parcerias, teve a colaboração de vários departamentos da Câmara, de uma empresa municipal a Cascais Próxima e de um privado, a Ibéria, empresa que fornece e fabrica estas bicicletas, acrescentou Joana Balsemão. AQ 

 

Cascais Digital

banner_cascais_0banner_cascaisambiente_0banner_cascaisparticipa_0banner_cascaisjovem_0banner_cascalitosbanner_lojacascaisccbanner_geocascaisbanner_agendacascaisbanner_fixcascais