CONTACTOS
Fale connosco
800 203 186
Em rede

mais pessoas

Um capitão de Abril em Cascais
Um capitão de Abril em Cascais António Rosado da Luz era capitão no ...
Michael Cunningham
Michael Cunningham“Cascais salvou o meu próximo livro ...
Christoph Kroeger
Christoph KroegerA sustentabilidade na 52 SS Sailling ...

Está aqui

Jonathan Coe escreve último livro em Cascais

O convite surgiu na altura perfeita. Estava a começar um livro. A primeira coisa que fiz mal cheguei a Cascais foi lê-las, rasgá-las e começar tudo de novo"
O autor do bestseller "O Coração de Inglaterra" esteve em Cascais numa residência literária

O premiado autor de “O Coração de Inglaterra”, sobre o ‘Brexit’, esteve numa residência literária em Cascais durante dois meses, no âmbito do programa de Residências Internacionais de Escrita Fundação Dom Luís I, coordenado por Filipa Melo. A estada teve como principal objetivo a escrita do próximo romance do autor.

“O Coração de Inglaterra”, considerado pelo Le Figaro de “romance magistral”, capaz de fornecer uma “radiografia do Reino Unido atual”, retrata a atual e difícil situação política vivida na Grã-Bretanha e evoca, numa prosa clara e muito divertida, os oito últimos e turbulentos anos da vida britânica e o seu reflexo na vida das personagens e dos que os rodeiam.

O convite surgiu na altura perfeita. Estava a começar um livro, tinha escrito três páginas antes de aqui chegar. A primeira coisa que fiz mal cheguei a Cascais foi lê-las e deitá-las fora, rasgá-las e começar tudo de novo", referiu o escritor que não se coibiu de elogiar a sua estadia em Cascais: " O tempo é muito agradável, em comparação com o terrível outono de Inglaterra. Adorei a paisagem da costa de Cascais, ir até à praia do Guincho e à Duna da Crismina. Voltei a andar de bicicleta, coisa que não fazia há anos". 

Depois do francês Olivier Rolin e do nova-iorquino Michael Cunningham, é a vez de Jonathan Coe, de 58 anos, autor de “A Vida Privada de Maxwell Sim”, residir e trabalhar em Cascais, numa altura em que acaba de lançar o seu mais recente romance. Igualmente programadas estão já as residências do romancista espanhol Javier Cercas e do cabo-verdiano Germano Almeida, vencedor do Prémio Camões 2018. 

 

Cascais Digital

360_146x65mobi_146x65loja_146x65geo_146x65ambiente_146x65-01cultura_146x65jovem_146x65participa_146x65fix_146x65my_146x65