CONTACTOS
Fale connosco
800 203 186
Em rede

Está aqui

Bairro da Torre em Cascais aberto ao mundo

Visitas guiadas para turistas ao percurso de arte urbana no Bairro da Torre.

Sábado, logo pela manhã, o Bairro da Torre acolheu 18 jovens de várias nacionalidades para uma visita guiada à galeria de arte cujas telas são as empenas dos prédios do bairro.

Um percurso através de um verdadeiro museu de arte urbana com obras de vários artistas que não deixa ninguém indiferente.

É esta a nova aposta da Associação "Somos Torre" que promove as visitas guiadas e está a ser um sucesso.

Neste momento são 23 as empenas transformadas em arte por vários artistas. Tudo começou em 2016 com a terceira edição do Festival de Arte Urbana Muraliza. Depois de duas edições bem sucedidas do festival, e havendo necessidade de identificar novos espaços para expressar a arte, a Câmara Municipal de Cascais, em parceria com a associação de moradores, trouxe ao Bairro da Torre vários artistas. A mudança, além da cor e beleza, fez sentir a outros níveis.  

Nesse ano, da parceria entre a Fundação “O Século” e o Clube das Gaivotas da Torre - Associação Juvenil, nasceu a Associação "Somos Torre", um projeto de empreendedorismo social no âmbito do programa "Take.it" que assenta na premissa de que todos têm um talento, uma vocação. Apenas precisam de oportunidade e contexto para identificá-la.

Rapidamente, o bairro transformou-se em motivo de atração turística, juntando-se mesmo a música com a primeira edição do Festival do Infinito. 

Tal foi o sucesso que, este ano, está já em preparação, envolvendo todos os serviços municipais que trabalham com jovens, a segunda edição do Festival do Infinito, que irá acontecer em 2020.

Para José Avelino, presidente da Associação "Somos Torre", a associação veio ajudar a requalificar a comunidade que estava muito vandalizada. "Ao fazermos estes trabalhos no Bairro envolvemos toda a comunidade e conseguimos criar um espírito de preservação e conservação destas obras, por parte de toda a comunidade”, explica. “As vistas guiadas que fazemos são uma forma de abrirmos o Bairro ao Mundo, trazendo outras pessoas à nossa comunidade”, acrescenta Claudino Brito, vice-presidente da "Somos Torre". Os dois mentores deste projeto são unânimes: "os moradores em geral, e os jovens em particular, estão apostados em desfazer a ideia de que o Bairro da Torre é um bairro problemático do concelho de Cascais". 

Mas como se consegue operar esta transformação?

Através da cultura. "Esta tem sido uma das apostas da Associação "Somos Torre" para lutar contra esse estigma", explicam. Por outro lado, e dada a experiência dos jovens nesta área, vai em breve arrancar outro projeto: RANart, um dos projetos de jovens a ganhar financiamento através do programa "Up 2 YOUth", promovido pela FatorC, com o apoio da Câmara Municipal de Cascais.

Até 3.000 euros, estes projetos visam ajudar os jovens a desenvolver competências transversais através da criação e implementação das suas próprias ideias, envolvendo e impactando a comunidade em que estão inseridos. As expectativas são muito animadoras, pois os jovens têm deixado marcas muito positivas no bairro, revelando outras facetas da comunidade. 

Sobre a Associação "Somos Torre" | Foi formada no âmbito do Projeto do Take.it - Talentos e Artes com Criatividade e Empreendedorismo, enquadado pelo Programa Escolhas – gerido pela Ideias Oblíquas. Nasceu da parceria entre a Fundação “O Século” e o Clube das Gaivotas da Torre - Associação Juvenil. Trata-se de uma resposta inovadora para os jovens residentes nos territórios da Torre e da Galiza no concelho de Cascais. Mais informação

AQ

Sugerimos também

Cascais Digital

banner_cascais_0banner_cascaisambiente_0banner_cascaisparticipa_0banner_cascaisjovem_0banner_cascalitosbanner_lojacascaisccbanner_geocascaisbanner_agendacascaisbanner_fixcascais