Está aqui

Património Imaterial

A Convenção para a Salvaguarda do Património Cultural Imaterial (Unesco, 2003) definiu Património Cultural imaterial como «as práticas, representações, expressões, conhecimentos e aptidões […] que as comunidades, os grupos e os indivíduos reconheçam como fazendo parte integrante do seu património cultural». Estas manifestações, transmitidas entre gerações, deverão ser recriadas pelas comunidades e grupos «em função do seu meio, da sua interação com a natureza e da sua história, incutindo-lhes um sentimento de identidade e de continuidade, contribuindo, desse modo, para a promoção do respeito pela diversidade cultural e pela criatividade humana».
Para a salvaguarda e valorização deste importante património torna-se fundamental a identificação e a inventariação das manifestações imateriais locais, processo cujo sucesso depende da efetiva participação e envolvimento das comunidades locais, produtoras e transmissoras do que se pretende valorizar.
De modo a concretizar este objetivo, o município definiu uma metodologia de trabalho destinada a identificar e valorizar as  manifestações existentes, por meio da elaboração de fichas de inventário informatizadas, com a informação mais detalhada possível, que se pretende igualmente georreferenciar, com vista à produção de um Atlas do Património Cultural Imaterial de Cascais. 
Neste contexto, em 2015 foi já possível classificar como Património Cultural Imaterial de Interesse Municipal a Procissão de Nossa Senhora dos Navegantes, estando já em curso outros processos de classificação que serão em breve apresentados.
 
Procissão de Nossa Senhora dos Navegantes
A classificação da Procissão de Nossa Senhora dos Navegantes como Património Cultural Imaterial de Interesse Municipal, a 6 de abril de 2015, teve por objetivo reconhecer, valorizar e promover uma das mais simbólicas manifestações de cultura popular do concelho, dignificando a memória coletiva e a especificidade da identidade local.
Esta manifestação de cariz religioso e tradicional da vila de Cascais encontra-se associada à comunidade piscatória local. A procissão, que inclui cortejo por terra e por mar, decorre durante o verão, no mês de julho ou de agosto, consoante as marés, e encontra-se hoje integrada nas Festas do Mar. Nossa Senhora dos Navegantes cumpre, então, a tradicional viagem até à Guia, sempre acompanhada por embarcações de pesca ornamentadas, depois de um pequeno percurso por terra, que exalta a devoção religiosa das gentes de Cascais.
Veja a reportagem sobre esta procissão
 
continuar a ler

Sugerimos também

Cascais Digital

banner_cascais_0banner_cascaisambiente_0banner_cascaisparticipa_0banner_cascaisjovem_0banner_cascalitosbanner_lojacascaisbanner_bairromuseus_0banner_geocascaisbanner_agendacascaisbanner_fixcascais