CONTACTOS
Fale connosco
800 203 186
Em rede

FAQ

Eliminar Filtros

Está aqui

Escola Secundária S. João do Estoril

3 questões
  • 23. Que soft skills estão identificadas como prioritárias e diferenciadoras para o mercado empresarial concelhio e que oferta formativa existe nesse âmbito?
    • As empresas, hoje em dia, valorizam muito mais os aspetos das “soft skils” do que as “hard skills”, embora estas últimas sejam fundamentais. Uma forma de vocês as  poderem desenvolver é participar nos programas de voluntariado, onde participam em trabalho de equipa, coordenação, etc.
      Por outro lado, no PEEM – Plano Estratégico Educativo Municipal convidamos também as escolas a desenvolverem também estas áreas, contribuindo para a formação das pessoas enquanto cidadãos através de valores e princípios, além do conhecimento.
      (Resposta do Vereador da Câmara Municipal de Cascais, Frederico Pinho de Almeida)
       
      Temos várias iniciativas. Podem sempre consultar o site cascais.pt aqui.
      GO – Gabinete de Orientação que possibilita a realização de testes de orientação vocacional a todos os estudantes no concelho
      – Programas de voluntariado (https://jovem.cascais.pt/, separador “Faz parte”) cujas candidaturas abrem dia 15 de abril. Este ano vai existir apenas um período de inscrições.
      (Resposta do Vereador da Câmara Municipal de Cascais, Frederico Pinho de Almeida)
       
      Trabalhei muitos anos no setor privado e, das pessoas que contratei, posso dizer-vos que as que falharam foi por falta de competências não académicas.
      Sim, se o trabalho for considerado uma forma de realização.
      As cidades mais humanas, mais tolerantes são as mais fortes e mais resilientes. Em Cascais temos 80% das nacionalidades do mundo, mas não há estrangeiros.
      Temos evoluído para uma democracia mais participativa e colaborativa e a cidadania comporta isso tudo.
      Esses valores são fundamentais para se criar uma sociedade mais coesa, mas também mais competitiva e mais solidária.
      (Resposta do Presidente da Câmara Municipal de Cascais, Carlos Carreiras)
       
      Diana da Escola Secundária S. João do Estoril: E que apoios podem dar? 
       
      Temos estágios, atravês da Divisão de Empregabilidade, que podem ajudar a complementar a formação e facilitar a entrada no Mercado de Trabalho e que já apresentamos anteriormente.
      (Resposta do Presidente da Câmara Municipal de Cascais, Carlos Carreiras)
       
      (Pergunta efetuada por alunos da Escola Secundária S. João do Estoril)
  • 37. Quais as áreas profissionais do concelho onde existe carência de mão de obra qualificada?
    • A área mais carenciada eu diria que é a hotelaria e turismo. O problema é que os empresários pagam vencimentos baixos. As grandes cadeias estão a vir para Cascais e a pagar mais “roubando” funcionários aos que pagam menos. Mas não diria para irem a correr todos para a hotelaria…
      Começa tudo na forma como definimos a estratégia. Às vezes temos táticas e políticas, mas não estratégia.
      Em cascais optámos pela contenção de perímetros urbanos para deixar território livre para ser ocupado por empresas.
      É o caso da Nova School of Business and Economics que vai abrir em setembro deste ano. A vinda da Nova para Carcavelos está a atrair novas empresas como a Nestlé que irá fixar-se no espaço da Legrand e gerar mais postos de trabalho… 
      Para a zona de S. Domingos de Rana, que para nós é prioritária, está previsto um investimento de cerca de 100 milhões de euros com a criação de um centro de formação de pilotos.
      Esta diversidade é boa porque havendo mais oferta baixam o custo de hora de formação que, neste caso deverá passar de 10.000 euros por hora para 500 euros por hora.
      Temos vários cursos profissionais nas várias escolas do concelho, por exemplo um centro de cuidados. Vamos ter uma Universidade de Medicina , um pólo de ortopedia…
      Diria que as áreas de futuro para investir em termos de formação serão a geriatria, ambiente, ciências ligadas à biologia e ao mar…
       
      (Pergunta efetuada por alunos da Escola S. João do Estoril | Resposta do Presidente da Câmara Municipal de Cascais, Carlos Carreiras
  • 7. Como fixar os jovens do concelho em termos de mercado de trabalho?
    • Esse era um grave problema quando tomámos posse. Por isso criámos a agência Municipal DNA Cascais.
      Em Portugal, o desemprego jovem é duas a três vezes maior que o desemprego verificado na população em geral. Em Cascais está abaixo. Mesmo assim temos 494 jovens desempregados que nos preocupam.
      Mas vocês estão na fase de estudar. E a boa notícia é que em Cascais temos uma baixa taxa de retenção. Temos bons professores e professoras e uma boa estratégia.
      O desemprego jovem, neste momento, não tem a intensidade que tinha há uns anos atrás.
      Estamos até a gerar emprego para cidadãos que não são de Cascais e com o investimento previsto devemos conseguir criar mais postos de trabalho para mão-de-obra qualificada.
       
      (Pergunta efetuada por alunos da Escola Secundária S. João do Estoril | Resposta do Presidente da Câmara Municipal de Cascais, Carlos Carreiras
Menu

FAQ

Cascais Digital

360_146x65mobi_146x65loja_146x65geo_146x65ambiente_146x65-01cultura_146x65jovem_146x65participa_146x65fix_146x65my_146x65